sábado, 9 de abril de 2011

música corpórea


Ensaio Fotográfico-
Foto e Texto : Flavio Pettinichi- 2011
“Música Corpórea - Nus vestidos de som”
Instrumento divino, a fêmea forma.

Existe uma sinfonia dentro do silêncio e o corpo feminino guarda os segredos de harmonia e compassos na partitura da sua forma.

Existe um sem fim de notas musicais mimetizadas no fruto que irá transcender da humana forma-mulher, que, numa explosão de sentidos, traz à tona a música vital.

Não há dissonância na essencial condição que possa atordoar o canto supremo da existência, quando a mulher entoa o salmo do amor e a entrega magna à ele.

Amor este, que canta e dança nos quatro pontos cardeais do homem, assegurando a eternidade do ritual da criação suprema que denominamos como Vida.

O instrumento como corpo e o corpo como instrumento, fazem um jogo conceitual da procura inata do ser, muito mais na mulher, quando pensamos nas características fundamentais dela.

Quem negará a fibra quase madeira da mulher na luta e na entrega?

Quem ofuscará o brilho do metal reluzente onde espelhamos nossos momentos?

Quem desatará as cordas que ela amarra e desamarra na instancia precisa dos momentos?
Quem nunca sentiu o sopro essencial dos seus pulmões preenchidos de ventos e brisas.

Quem dirá que nunca viu a mulher como um violoncelo, calmo, seguro, presente, na hora da tormenta?
Quem já não quis tocar a suavidade visceral das suas cordas intimas?

Que como Harpa, sempre ereta, expande o som da proteção e da ternura, ternura voraz que rege o destino de todos nós.

Quem não dançou no batuque do seu coração tribal, acolhendo o que é vida?

Quem já não guardou o desejo de uma mulher como se este fosse o ultimo violino Stradivarius na fase da terra?

Corpo de musical forma, forma corpórea do som, essência latejante da harmonia, enfim MULHER.

Flavio Pettinichi- abril de 2011

11 comentários:

Martha Helena disse...

UAU! maravilha!

Sandra Botelho disse...

Existe na alma feminina uma melodia que não tem notas, nem cifras, nem bemóis , nem sustenidos...Não necessita de claves, nem partituras
Apenas das mãos de quem ama a compor em seu corpo a mais doce e suave canção de amor e de desejo
Beijos achocolatados poeta artista

Sandra Botelho disse...

passando pra desejar-te dias de paz...Beijos achocolatados

Lou Witt disse...

Que maravilhosa comparação.
Palavras que só poderiam vir do poeta mar.

Beijo de carinho e saudades!!!

Carol Morais disse...

Uau, adoro as fotos e os textos.
Se tivesse coragem, posaria para ti!
Um super beijo!

Pat. disse...

Excelente texto e com uma combinação mais que perfeita. Música, mulher, corpo e dança... o Amor, ah, ele é base sempre.
Lindo DEMAIS!

Obrigada pelo carinho em meu Blog.. estou ausente, mas quando posso, presente.


Beijão!!!!!!

Desnuda disse...

Flávio,

Palavras em suspenso dando voltas na emoção. Absurdamente lindo!!! Parabéns.


Beijos com carinho.

Anna Amorim disse...

Flávio,

Perfeita melodia em palavras-sentimentos, perfeita sobreposição á imagem da mulher!!!

Se me permitir postarei em meu Blog PALAVRA DE MULHER, claro, divulgando a tua autoria e aviso quando o fizer, mas fique a vontade para conceder ou não.

Convido a ler os poemas: "Mulher", "O que é Específico da Mulher?"; "Uma Mulher. Veja por Marcadores: Poesias.Alguns postei já há algum tempo.

Beijos, poeta

Anna Amorim disse...

Flávio,

Perfeita melodia em palavras-sentimentos, perfeita sobreposição á imagem da mulher!!!

Se me permitir postarei em meu Blog PALAVRA DE MULHER, claro, divulgando a tua autoria e aviso quando o fizer, mas fique a vontade para conceder ou não.

Convido a ler os poemas: "Mulher", "O que é Específico da Mulher?"; "Uma Mulher. Veja por Marcadores: Poesias.Alguns postei já há algum tempo.

Beijos, poeta

Anna Amorim disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anna Amorim disse...

Flávio,

Convido a ler no PALAVRA DE MULHER a postagem sobre o livro do meu amigo Marco Moretti.

Beijos,